Resenha: Hecatomba Hipotética, de Claudia Gomes

16:55

Eis que alguns meses atrás recebi um e-mail da Claudia Gomes, uma moça muito simpática, querendo divulgar seu livro aqui no blog. Aceitei a proposta e depois de algumas semanas, o livro chegou com uma cartinha fofa, que me deixou com ainda mais vontade de ler.

Sendo um livro de poemas, o "Hecatombe Hipotética" toca em assuntos relacionados a sentimentos, feminismo, corpo feminino, autoestima e sobre poesia em si, o que faz dele uma experiência de alma mesmo, sabe?

Um dos meus poemas favoritos chama-se "Autoestima", que em seu decorrer, o eu lírico diz que merece muitas coisas. É lindo e poderoso, porque afinal, quantas vezes não nos sentimos como o cocô do cavalo do bandido?

Há também o "Por sua culpa", que fala sobre gente que não sabe amar e tem um último verso incrível: "Minha alma está quebrando garrafas na parede".

Por último, gostaria de citar "Violência", que é um poema com um plot twist parecido com o de um texto que eu escrevi há uns tempos aqui no blog. Mas, para não dar spoilers, vou deixar que vocês mesmos descubram ao lerem o livro.



Decidi fazer umas perguntas à Claudia (privilégios de uma autora acessível) para que vocês, leitores, possam ver o que o livro significou para ela.

O que escrever o Hecamtobe Hipotética significou para você?

Escrever Hecatombe Hipotética significou um divisor de águas para mim. Foi um livro que ficou muito tempo no forno, esperando ser publicado. É um livro que fala muito sobre mim, é muito pessoal, visceral. Fala de uma fase que passou e de outra que chegou. Fala de amadurecimento. Acho que depois desse, meu rio de palavras vai fluir melhor.

O que você espera que o livro faça na vida das pessoas?

Eu não tenho expectativas. Eu não espero que o livro faça alguma coisa. Mas é claro que algo sempre pode acontecer. Leitura é algo muito pessoal: você lê um reflexo. Então se alguém se identificar, se alguém levar pra sua vida, se alguém se inspirar de algum modo, se alguém se entreter que seja, que bom. Eu fico feliz e agradecida.


Como a própria Claudia diz no começo do livro "Poesia é uma fórmula muito pessoal, e eu espero que a gente tenha química". Então, se você se interessou pelo "Hecatombe Hipotética", pode adquiri-lo na Estação das Letras / Flamengo - Rio de Janeiro ou com a própria escritora através do e-mail claudiacanteri@gmail.com

Espero que gostem!

Talvez você se interesse por

0 comentários