E quando não conseguimos transformar a inspiração em criação?

21:49


(Imagem: via)

Ultimamente tenho clicado bastante no botão de "escrever novo post" aqui no blog. Encaro a página em branco que me aparece mas não consigo preenchê-la. Tento muito, juro. Tento cavar no meu cérebro até encontrar a mina de ouro chamada "criatividade". Inspiração eu tenho, e muita. Sou dessas viciadas em Pinterest, Instagram e Tumblr. Ou seja, tenho bastante ferramentas na minha mão. Mas não pareço estar usando-as propriamente, não no mundo da blogosfera.

O blog sempre foi a grande representação do meu brainstorm constante. Desde fotografia até saúde. Pulo de um assunto ao outro numa facilidade até desconfortável e gosto disso. Fica mais fácil fazer conexões. Mas a questão que tem me revoltado é: com tantos assuntos que me interesso (e até sei falar sobre), por que não consigo transformá-los em criação de fato?

Releio antigos textos e me pergunto o que foi bloqueado em mim, porque não mais consigo dançar com as palavras e transformar meus textos numa bela valsa. Está todo mundo encostado na parede - viramos wallflowers, e não enxergo as vantagens. A escrita sempre fluiu naturalmente no meu mundo, entretanto nesses novos tempos nem minhas constantes buscas por inspiração trazem resultados significativos nesse quesito.

Sou perfeccionista, principalmente quando se trata de meus trabalhos. Não consigo fazer mal feito, especialmente porque no futuro toda a minha vida vai girar em torno disso: escrever. Esse bloqueio já durou muito tempo e não quero deixá-lo vencer. Quero ser mais. Como já disse, quero ser além. Além de vestidos e além de bloqueios.

Talvez você se interesse por

0 comentários