O feminismo em textos básicos

15:27

Hoje acordei inspirada pra fazer posts e nada melhor do que falar de um assunto que a gente gosta e inovar no estilo de postagem. Dessa vez, farei um post de links, o primeiro (de muitos, espero) do blog. Reuni alguns textos básicos sobre feminismo, pois é um assunto que me interessa muito e que eu vejo cada dia mais invadindo a blogosfera (AÊEEEÊ!). Enfim, vamos ao que interessa. 

Disclaimer: Todas as imagens são as imagens dos posts dos textos.




"Sou a caçula de três irmãos — duas meninas e um menino. Muito antes de aprender sobre o feminismo e a pensar sobre a questão da mulher, tive a chance de observar desde o berço e em primeira mão a desigualdade na criação de filhos de gêneros diferentes."



"Assim como o cinema (e muitas, muitas, muitas outras), a literatura ainda é uma área bastante machista. Talentos femininos são desprezados e esquecidos no meio de obras de homens autores. Vocês se lembram da história de J. K. Rowling? A editora sugeriu que ela omitisse seus dois primeiros nomes (Joanne Kathleen) para que seus livros fossem consumidos também por leitores homens e, consequentemente, vendesse mais. Como se um livro escrito por mulher não merecesse a atenção."



"O título alarmante é pra chamar atenção mesmo e dizer que eu concordo com este que é o argumento mais batido daqueles que querem atacar o feminismo. É verdade. Toda feminista é mal amada. E ela só é mal amada porque é mulher. Sou uma delas e posso dizer que sou, sim, muito mal amada."


"Hoje saiu uma com resultados bem pesados sobre assédio, violência e sexualidade. Mas um dos dados é simplesmente estúpido demais para deixar passar sem tirar uma com a cara desse povo. Siliga:
48% dos homens concordam que é errado uma garota sair sozinha com amigos sem marido, namorado ou ficante sério."



"Estamos na internet porque toda a nossa vida está na internet. Nossa família, amigos, o banco, o trabalho, as lojas, os serviços, o lazer, as ideias. Passamos horas e mais horas conectados, a web é uma extensão da nossa existência no mundo real, estamos em pleno século XXI, porque o feminismo ficaria fora dessa? Somos feministas de internet simplesmente porque somos a geração da internet. Junte-se a nós e 2015 que nos aguarde."

Bônus
Pra quem gosta de vídeos e prefere eles a textos, tem aqui uma das TED talks mais conhecidas sobre feminismo, da  nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie.

Talvez você se interesse por

0 comentários