Isso é mesmo jornalismo?

23:39


Um dia desses comecei a pensar no jornalismo brasileiro atual e algumas dúvidas vieram na minha cabeça, não só dúvidas como reflexões e até mesmo revoltas. Uma dessas perguntas inclusive virou o título da postagem. Me interesso muito pelo assunto, não é a toa que pretendo seguir a profissão de jornalista e embora eu seja muito mais acostumada a acompanhar o jornalismo online, é inevitável o contato com o televisivo, se assim posso chamá-lo.

É claro que há exceções mas cada dia mais, vejo jornalistas de péssima qualidade, sem espírito de liderança nenhum, sem combustível para fazer uma reportagem que nos atraia e interesse. E pior ainda, aqueles que se submetem a fazer matérias de caráter no mínimo duvidoso. Me pergunto em qual planeta uma mãe que teve o filho assassinado gostaria de ser filmada falando do acontecimento. É por justiça? Garanto que quem o matou não está sendo punido de maneira nenhuma ao ver a reportagem. Por informação? Já estamos fartos de saber que o mundo é perigoso, que não podemos fazer muitas coisas, por motivos de segurança. 

É realmente frustrante ver uma área tão importante e promissora se destruir tanto, a ponto de haver programas especializados em mostrar atrocidades como roubos, assassinatos, sequestros e etc. E é mais decepcionante ainda ver "jornalistas" que apresentam os tais programas. Enquanto isso, há muitos jovens brilhantes, talentosos tendo que trabalhar em empregos que não exigem nada que seu tempo de estudo os proporcionou. Ei, acho que tem algo errado, produção!

Não tiro a importância de reportagens retratando a realidade do mundo, afinal, essas são apenas consequências do sistema. Mas, com tantos assuntos bons, interessantes e esperançosos que o mundo nos proporciona, por que dedicar mais de metade do tempo da programação falando das ruindades? É como aquela história dos lobos bons e maus, o que vence é aquele que a gente alimenta, e o jornalismo televisivo atual só está alimentando o mau.

Não me surpreende a ascensão de blogs e portais online, pois aqui na internet, podemos escolher que assuntos queremos ver e ainda assim, ler matérias de boa qualidade, escritas por jornalistas - ou até mesmo só pessoas sem formação com o dom de transmitir informação - de qualidade, que nos atraem para dentro daquele mundo que eles, em parágrafos, nos levam. Mas, como todos sabemos, o que atinge a massa é realmente o jornalismo televisivo, e é esse que precisamos lutar para ser mudado.

Sei que uma nova geração de jornalistas está por vir, porque vejo jovens talentosos por todas as redes sociais que passo, e o que me resta é acreditar que eles não serão corrompidos e enfim, salvarão e honrarão o nosso jornalismo! 

Talvez você se interesse por

0 comentários