Não queria nada disso

18:35


Sinto que tem um pedaço de mim perdido por aí. Sei lá. Depois que você se foi, as coisas nunca ficaram boas de novo. Tive lapsos de felicidade, é claro, mas eu abriria mão de todos eles pra que tivesse seu sorriso de volta. Por onde você anda, aliás? Seus planos foram pelo ralo igual os meus ou você conseguiu esquecer tudo?

Aliás, o que foi esse tudo? Minhas noites pensando em como eu era idiota? Minhas músicas depressivas no iPod que me lembravam você? Meus breves momentos de coragem onde eu expressava o que sentia? É, realmente, o esforço foi todo meu. Sempre tive mania de possessão mas dessa vez, eu juro, que não queria possuir nada, apenas o amor ingênuo no peito. Não queria ter todas as lembranças, as lágrimas, os pesadelos, o sentimento de vazio. Não queria nada disso. Mas você deixou tudo comigo não é mesmo?

Às vezes, sinto que te perdi para sempre, que a gente nunca mais vai se encontrar, que eu nunca mais vou sentir aquele breve cheiro do único perfume que você usa. Mas aí, eu me lembro que você nunca foi meu de verdade.




Talvez você se interesse por

0 comentários