Filme: A Culpa é das Estrelas

11:15


Finalmente, fui ver o tão esperado filme. O romance do John Green que virou a modinha do ano saiu em versão cinematográfica e eu não posso descrever fielmente minha sensação, mas vou tentar.
Foi simplesmente o filme mais triste da minha vida, eu nunca chorei tanto. Sério. No pré-funeral, quando o Isaac fala "Eu não quero viver em um mundo sem o Augustus Waters" (nem eu Isaac, nem eu), aí eu desmoronei. Chorei o resto do filme e não me arrependo de nada.
Também teve uma parte que os pais da Hazel falaram "É possível viver com a dor" e eu apenas disse pra minha amiga: tomara que seja, porque depois desse filme.
Mas, tirando as partes emotivas (como se isso fosse humanamente possível), o filme está bem fiel ao livro. Obviamente, nem tudo está lá, mas está maravilhoso. Tipo, muito.
Eu queria agradecer às minhas amigas e mais especialmente, à Letícia, que ficou do meu lado no cinema e me sustentou pra eu não desmoronar. Eu não teria aguentado sem vocês.
Resolvi preparar umas dicas, embora seja impossível preparar uma pessoa emocionalmente para esse filme.

  • Vá com amigos, ou namorado, ou sei lá. Mas, vá com alguém porque essa pessoa te ajudará a suportar a dor.
  • Leve lenços.
  • Use o menos de maquiagem possível.
  • E fiquem sabendo: não, vocês não estão preparados. Não importa quantas vezes leram o livro. 
  • E como diz o Markus Zusak "Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais"

Talvez você se interesse por

0 comentários