O show da Demi

15:03

















A realização de um sonho, a espera de dois anos, conhecer gente, viajar com uma das minhas melhores amigas, ver uma das minhas maiores ídolas a poucos metros de mim... ah, dia 30 de abril, como você foi maravilhoso.
Como a maioria sabe, eu sou completamente apaixonada pela Demi Lovato (não me considero mais Lovatic, já passei dessa época) e na quarta-feira, eu finalmente realizei meu sonho, e o item 14 do post de 101 coisas em 1001 dias. Antes de tudo, e pra dar um toque mais emotivo no post, vou falar um pouco de tudo: como tudo começou, o dia que a turnê foi anunciada e etc.
Assim como qualquer criança na época, eu assistia ao Disney Channel e conhecia todos os atores, por nome de verdade e nas séries. As três séries mais influentes e que geram intriga até hoje, eram Os Feiticeiros de Warverly Place, Hanna Montana e Sunny entre Estrelas. Eu sempre curti mais HM mas com o tempo, as séries acabaram e eu agora me via no mundo onde a Alex era só a Selena, Hanna, a Miley e Sunny, a Demi. 
Em 2012, eu comecei a acompanhar a Demi, o amor foi crescendo e minhas tardes eram resumidas em falar dela em um fã clube. Teve a época retardada, a época normal e até onde eu cheguei hoje: a admiro mais como pessoa do que como artista. Ainda acho que ela canta muito, é claro, mas não sou mais de ouvir muito suas músicas.
Anyway, quando a Demi esteve aqui no ano passado apenas pra participar de alguns programas, eu já estava com a esperança do anúncio da turnê. E como já havia prometido a mim mesma: iria nem que tivesse que vender meus órgãos. Felizmente, não foi necessário porque eu estava guardando dinheiro há tempos. No dia 15 de novembro, começaram a vender e eu já tinha combinado com minha amiga, já falado com meus pais. Agora era só comprar. O pai dela ficou responsável e nós queríamos a pista premium. Infelizmente, esgotou e tivemos que comprar a comum. Foi um momento de muita tensão ver o "ESGOTADO" na tela do computador, mas, no final, deu tudo certo.
Os meses se passaram e houveram dias que eu até me esquecia que iria ver a Demi. Até que ela chegou e amigas minhas do Rio foram. Com isso, arranjei um problema: não tínhamos comprado ingresso pro meu pai e a classificação era 16 anos. Resumo: ferradas.
No dia 30, saímos de Goiânia às 15h e chegamos em Brasília às 18h. Lá, encontrei a Alice, minha amiga da internet. Foi muito emocionante: minha primeira amiga virtual que eu conhecia. Retiramos nossos ingressos e a Aline (irmã da amiga da Alice que iria entrar com elas) se ofereceu pra entrar comigo e com a Maria Vitória, minha amiga. Conhecemos muitas outras meninas e entramos.
A Demi é maravilhosa. Ela é realmente muito linda e eu ainda estou em estado de choque por ela ser real. Minha teoria do holograma projetado pra me fazer sofrer foi por água abaixo, ainda bem. Só de ouvir a voz dela e de ver o sorriso estampado no seu rosto eu soube que tinha valido a pena. Caramba, como ela é perfeita! Queria poder dizer tudo isso a ela e como suas músicas me ajudaram ao longo dos anos e de como eu estou feliz pelo simples fato dela existir mas não foi possível. Ah, Demi...
Houve um"porém": o fato de roubarem meu celular, história que não quero aprofundar. Enfim, tudo, absolutamente tudo, valeu a pena. Recomendo a todos irem nem que fiquem lá atrás, como eu preferi. Foi a primeira vez que eu realmente me senti vivendo o momento. Participando. Obrigada Demi!

Talvez você se interesse por

0 comentários