Só isso

17:06





















Depois de terminar de contar minha história para aquele moço do metrô, ele me perguntou: "Foi só isso?". Hesitei um pouco antes de responder, mas acabei falando "É, acho que sim". Realmente, depois de todas as emoções, de todas as noites perdidas, de todas as mensagens, foi só isso. Me machuca não tê-lo mais por perto, mas o que machuca mais é saber que ele nunca esteve de verdade, ao meu lado. Ele estava ali, ou melhor me expressando: seu corpo estava ali. Mas ele estava sempre tão distante, sempre tão vago. Não sei se foi por minha causa. Eu sempre deixo as pessoas escaparem, de um jeito ou de outro. Mas com ele era diferente. Eu não queria que ele fosse embora, mas, me diga, como uma pessoa que não sabe manter relações vai conseguir? Se você tem a resposta agora, já é tarde demais, desculpe-me.
Ele se foi. Não direi que levou tudo de mim com ele. Foi bem pior, na verdade. Ele me deixou catando os pedacinhos de mim mesma, e em cada um, deixou uma lembrança: sua banda favorita, seu lugar favorito, seu perfume. A cada parte que eu recupero, parece que outra se quebra. Me pergunto todos os dias se eu fiz algo muito errado, se extrapolei, se deixei meus problemas invadirem sua mente. Se foi algumas dessas coisas, ou até mesmo todas elas juntas, desculpe-me. Acho que fiquei tão obcecada em não perder, que esqueci de segurar.

Talvez você se interesse por

0 comentários