Descobrindo

17:08


Desde um tempo atrás, eu venho me perguntando quem sou eu. Essa devia ser uma pergunta que eu deveria saber responder, sem nenhuma hesitação. Mas, eu realmente não sei. Se nem os próprios cientistas conseguiram, mesmo que de maneira técnica, descobrir quem somos então eu acho que está tudo bem.
E eu tenho que me convencer disso. Todos nós temos. Está tudo bem você não saber quem você é. Na adolescência, todos nós temos nossas dúvidas e elas são constantes, elas estão sempre lá e elas se instalam. Mas é só por um tempo. Eu não sei quem eu sou ou o que quero ser agora mas pode ser que daqui uns anos eu descubra ou mesmo esse ano. Todos temos nosso tempo. A vida trabalha de maneiras diferentes com cada um de nós. E eu estou gostando do jeito que ela está trabalhando comigo. Porque mesmo com todas essas dúvidas, esses problemas, eu fico grata. Grata porque eu tenho tempo. Tempo pra me descobrir. Tempo pra descobrir outras coisas.
Cada vez que começo um novo livro, uma nova página, uma nova série, um novo episódio ou descubro uma banda nova, ou apenas uma música eu vou, aos poucos, formando minha personalidade. Vou me achando em diferentes pedaços. E então, tem aqueles momentos que eu acho que não vai dar mais pra ficar nessa dúvida constante e eu acabo apenas pensando. Pensando por muito tempo até perceber que não posso desistir. Então, tudo começa de novo. Porém, com o tempo, eu acredito que esse ciclo vai acabar e eu vou poder realmente "me achar" em meio de toda a bagunça que arrumei. As coisas estarão em seu lugar, assim como eu. Assim como todos nós.

Talvez você se interesse por

0 comentários